Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada. Provérvios 31:30


Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos. Provérbios 16:3

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Quando você chora para Deus!


Imagem relacionada
Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação. (2 Coríntios 1:5)

Se tem algo que eu aprendi é que Deus se importa extremamente com as nossa lágrimas, que Ele é sempre presente como socorro, sempre presente na hora da angustia, na bíblia encontramos o quanto Deus se comove com as lágrimas dos seus filhos, e como move toda a história para consola-los.


Vemos isso, nas primeiras histórias, o arrependimento de Adão e Eva quando o inimigo pensou que não teria jeito para criação de Deus, que ele teria que destrui-los, em meio ao choro daqueles dois, Deus tira de dentro seu coração, o plano mais perfeito de todos os tempos, Jesus morreria por nós, se tornaria entre muitos atributos,o nosso consolador, mudaria a nossa sorte e transformaria a nossa condenação em liberdade.

Nos dias em que vivemos encontramos pessoas que ainda compram a mentira de satanás quando diz: que não tem mais jeito! que Deus está ignorando as suas lágrimas, ele é um engano, e pra Deus as suas lágrimas tem grandes efeitos, são orações depositadas no colo do seu pai, que se comove com o coração quebrantado e contrito, Deus não te despreza e nem desisti de você.

Por isso, quero trazer três eventos que acontecem na bíblia, do qual nos revela o quanto Deus é sensível e amoroso conosco, o quanto ele se importa com as nossas lágrimas:

✓O livro das lágrimas:

No livro de Salmos 56:8 nos revela que para as lágrimas tem um livro, o Salmista em seu desespero, em suas aflições, pergunta a Deus o quanto as suas lágrimas tem sido importante para Ele, e lembra na oração ao SENHOR dizendo:

Tens colhido as minhas lágrimas, não estão elas escritas em teu livro? Davi estava falando do quanto ele já havia chorado em sua vida e especificamente naquele momento ele estava buscando de Deus consolo, conforto e livramento e nesse momento, ele trouxe a sua memória que até ali a mão de Deus estava o sustendo e colhendo as suas lágrimas. E por isso ele estava ali derramando as suas lágrimas perante o SENHOR, porque tinha convicção que a oração do justo tem resultado.

Eu não sei o quanto você já chorou, mas Deus sabe cada uma das suas lágrimas, foram por ele colhidas e anotadas ele não te despreza e até aqui ele tem te sustentado, você precisa acreditar nesse cuidado exclusivo de Deus para com a sua vida, e simplesmente deixar as lágrimas rolar, simplesmente chegar perto e dizer eu vi aqui chorar na tua presença, porque eu sei que se importa comigo, eu sei que vem colher as minhas lágrimas e quando clamo o SENHOR responde.

Ana esposa de Elcana (I Samuel cap. 1) tinha uma causa difícil, na verdade impossível de ser resolvida por mãos humanas, mas diante de Deus era só um questão de fé, Ana era estéril e sofria constantemente por ser lembrada do quanto ela para os seus inimigos era nada, a vida de Ana era chorar, a bíblia conta que muitas vezes só chorava e não comia, tamanha era sua tristeza, normalmente agimos assim, na hora da angustia, nada faz sentindo e apenas com lágrimas nos olhos e angustia no coração choramos e nada mais, mas quando ela se ergueu mesmo angustiada tomou uma decisão em depositar as suas lágrimas no altar, se eu tenho aprendido algo com Deus é que o altar é o melhor lugar pra se estar, para depositar todas as lágrimas.

Você no altar a sós com Deus, resolve, encontra consolo, abrigo, segurança, fortaleza no altar as coisas resolvem porque é lançado ali toda inquietação e medo, toda ansiedade e dúvida e quando você faz isso, experimenta de certo, o cuidado sobrenatural de Deus, Ana e Davi depositaram as suas angustias e receberam de Deus o seu consolo a sua vitória.

Texto de: Talita Simara




sábado, 9 de fevereiro de 2019

A Dor da Solidão


Muitos animais vivem sozinhos sem que isso signifique um problema para eles. Unem-se ao parceiro somente para o acasalamento. Os tigres, por exemplo, não vivem em grupos. São bastante independentes. O ser humano, porém, tem uma natureza gregária. O homem precisa da companhia do seu semelhante. Logo no princípio, Deus disse: "Não é bom que o homem esteja só" (Gn.2.18). Adão vivia no paraíso, com toda abundância e beleza. Estava cercado por um cenário maravilhoso, que incluía todo tipo de vegetação e animais. Porém, a plenitude da sua felicidade dependia ainda da presença de alguém que lhe fosse semelhante e pudesse atendê-lo em suas carências físicas e emocionais.

A natureza humana continua assim. Temos necessidade de companhia. Precisamos ajudar e ser ajudados. Precisamos dar e receber, compartilhar. A parceria e o grupo nos ajudam na conquista de objetivos que, sozinhos, não alcançaríamos. Além disso, precisamos nos sentir participantes, pertencentes, aceitos, compreendidos, importantes, enfim, amados.

Entretanto, contra esta necessidade natural operam fatores diversos. O egoísmo muitas vezes nos empurra para o isolamento. Vivemos em um sistema social e econômico onde cada pessoa é incentivada a construir seu próprio mundo, ter suas próprias coisas, fazer apenas sua própria vontade, buscar somente seu prazer pessoal, ser totalmente independente.

A competição também contribui para que cada pessoa se isole e veja os outros como adversários. As concorrências são naturais em algumas situações. Porém, não podemos perder o controle. Por exemplo, quando as disputas acontecem dentro da família, isto pode se tornar motivo de isolamento.

Em nossos dias, as separações familiares são cada vez mais comuns. Assim, o número de pessoas que vivem sozinhas é cada vez maior. Quantos estão sozinhos, apesar de viverem em grandes cidades, entre milhões de habitantes! Muitas vezes, tentam amenizar o problema assumindo muitos compromissos, muito trabalho. Às vezes, os solitários procuram festas ou grandes multidões, mas isto se torna apenas um tipo de "solidão acompanhada". As aventuras sexuais e os vícios também são procurados como refúgio, mas o problema essencial continua: falta o amor e o compromisso acolhedor que ele proporciona. Em muitos casos, o solitário torna-se deprimido e pode chegar ao suicídio.

Isolar-se por alguns momentos para refletir pode ser benéfico

Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade.
Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto Deus o pôs sobre ele.

Lamentações 3:27,28, mas escolher o isolamento como modo de vida demonstra falta de sabedoria

Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola; ele se insurge contra toda sabedoria.
Provérbios 18:1


Quantas pessoas vivem em riqueza e conforto, mas sentem-se esmagadas pelo peso da solidão. Seu paraíso não tem graça nem valor. O pior de tudo isso é a solidão espiritual. É quando o solitário se sente distante de Deus.

A Bíblia nos mostra diversas situações de solidão 

Há um que é só, e não tem ninguém, nem tampouco filho nem irmão; e contudo não cessa do seu trabalho, e também seus olhos não se satisfazem com riqueza; nem diz: Para quem trabalho eu, privando a minha alma do bem? Também isto é vaidade e enfadonha ocupação.
Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.
Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará?
Eclesiastes 4:8-11


Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto Deus o pôs sobre ele.
Lamentações 3:28


Porque subiram à Assíria, como um jumento montês, por si só; Efraim mercou amores.
Oséias 8:9


Vigio, sou como o pardal solitário no telhado.
Salmos 102:7


Algumas vezes como conseqüência do pecado, próprio ou alheio

Ai dos que ajuntam casa a casa, reúnem campo a campo, até que não haja mais lugar, e fiquem como únicos moradores no meio da terra!
Isaías 5:8


Todos os dias em que a praga houver nele, será imundo; imundo está, habitará só; a sua habitação será fora do arraial.
Levítico 13:46


Será mui confundida vossa mãe, ficará envergonhada a que vos deu à luz; eis que ela será a última das nações, um deserto, uma terra seca e uma solidão.
Jeremias 50:12


Assim aquele bode levará sobre si todas as iniqüidades deles à terra solitária; e deixará o bode no deserto.
Levítico 16:22


 Em outros casos, como resultado do abandono, da rejeição (Is.27.10)

ou da viuvez (Lm.1.1). Menciona-se também a solidão do profeta, em meio aos que rejeitam sua mensagem (I Rs.19.14; Jr.17.15; Dn.10.7-8), a solidão do poder (Êx.18.14) e a solidão do réu (II Tm.4.16). Ela ocorre pelos mais variados motivos, até mesmo alheios à nossa vontade. A doença e a velhice, algumas vezes, vêm acompanhadas pela solidão. Hospitais, asilos e presídios são seus ambientes mais comuns. O seu gosto amargo pode ser ainda pior quando se mistura à culpa, à saudade e ao ressentimento.

A maior parte das referências bíblicas a respeito da solidão encontram-se no Velho Testamento. No Novo Testamento, a pior experiência desse tipo foi vivida pelo Senhor Jesus. Ele, que sempre contava com a presença do Pai (Jo.8.29; 16.32), experimentou, na cruz, o abandono. Naquele momento de dor, o Mestre clamou: "Eloí, Eloí, lama sabactani?", que significa "Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?" (Mc.15.34). Como nosso autêntico representante, ele levou sobre si, além dos nossos pecados e dores, também nossa solidão. Ele sentiu a dor do órfão, da viúva, do asilado, do condenado, do exilado, dos excluídos e esquecidos. Sentiu, acima de tudo, o peso de ser abandonado pelo próprio Deus.

Jesus viveu tudo isso para que não sejamos mais solitários. Deus enviou seu filho ao mundo para que não ficássemos sozinhos. "O Verbo se fez carne e habitou entre nós" (Jo.1.14). O seu nome é Emanuel, que significa "Deus conosco" (Mt.1.23).

Pouco antes de subir aos céus, ele afirmou: "Eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos". (Mt.28.20). Aqueles que recebem o Senhor Jesus em seus corações sabem que ele não os abandonará jamais. "Se o meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me acolherá" (Salmos 27.10). "Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós" (Jo.14.18). "Não te deixarei nem te desampararei" (Js.1.5; Dt.31.6).

Quando cremos em Jesus, temos com quem contar em todos os momentos da vida. Não somos solitários, pois o Senhor está conosco. Mas ele deseja que tenhamos também outras pessoas como amigos e companheiros. Por isso, ele criou a igreja, que é a família de Deus na terra (Ef.2.19). Na igreja, o solitário encontra acolhimento (Salmos 68.6).

Deus é o auxílio dos órfãos e das viúvas (Salmos 10.14; 68.5; 113.9). O Senhor acolhe aqueles que o buscam, faz com que sua solidão termine e sua vida se transforme de modo glorioso (Ez.36.35; Dt.32.10).

"Olhai para Abraão, vosso pai, e para Sara, que vos deu à luz. Sendo ele só, eu o chamei, e o abençoei e o multipliquei. O Senhor certamente consolará a Sião, e consolará a todos os seus lugares assolados; ele fará o seu deserto como o Éden, e os seus ermos como o jardim do Senhor. Gozo e alegria se acharão nela, ações de graças e som de cânticos." (Is.51.2-3).

Autor: Prof. Anísio Renato de Andrade