Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos. Provérbios 16:3

sexta-feira, 28 de março de 2014

Experiência com Deus capítulo 4


Deus fala conosco
Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que di¬zia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? En¬tão, disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim.
Isaías 6.8

Aprenda, guarde e, se possível, anote as três características quando o Criador fala: de ma¬neira que o homem possa entender, com objetivi¬dade e manifestando a Sua vontade.
Tenho visto inúmeras pessoas afirmar que Deus está falando isto e aquilo, quando na rea¬lidade são "profetadas", "visagens", "revelamentos"; coisas da cabeça dela.
Um dia, ao final de um culto em minha igreja, a Assembléia de Deus na Penha, Rio de Janeiro (RJ), uma irmã perguntou: "Pastor, posso dar um recado de Deus para o irmão?" Eu respon¬di: "Pois não! Fale!" Ela disse: "Pastor, eu vi um negócio..." Indaguei: "Que negócio?" Ela pros¬seguiu: "Um negócio..." Brinquei: "Um negócio, negócio? Business?..." Ela confirmou: "Era um ne¬gócio assim, pastor!"
É claro que não era Deus falando! O Senhor não é igual ao homem que, muitas ve¬zes, para pedir algo, faz um monte de rodeios, e não tem objetividade. Deus é claro, direto, objetivo!
Vemos isso no episódio em que Jesus se aproximou do cego Bartimeu (Marcos 10.47-52). Este estava clamando: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim! (v. 47) O Mestre perguntou: Que queres que te faça? (v. 51) O cego automati¬camente respondeu: "Eu quero ver". Então Jesus disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho (v. 52).
A Bíblia revela em 1 Coríntios 14.33, que Deus não é de confusão. Logo, Ele não se expres¬sa de maneira que o homem não o compreenda. Pelo contrário! Ele se comunica de modo claro e objetivo! Ele manifesta a Sua vontade de forma in¬confundível! E o Espírito Santo que em nós habita testifica na hora sobre a verdade! (ver João 5.32; 15.26; Romanos 8.16; 1 João 5.6).
Além do Espírito Santo, Deus pode usar Sua Palavra, fatos, milagres e outras pessoas para confirmarem o que Ele nos disse e alimentar a nossa fé (ver João 5.39; 10.25; Hebreus 2.4; 1 Pe¬dro 5.12; 1 João 5.7).

O perigo de buscar profecias
Apesar disso, muitas pessoas andam de casa em casa para ouvir certos "profetas", que fazem "revelamentos" no quarto, na cozinha, no banheiro, na sala. Por que eles não profeti¬zam na igreja? Por que não contam a revelação no culto? Eles não gostam de expor suas "vi¬sões" na Casa de Deus porque lá tem um pas¬tor com cajado na mão, prestes a corrigi-los, se preciso for.
Não estou generalizando. Conheço pes¬soas que são servas de Deus; são usadas por Ele com dons de visão, revelação e profecia. Estou afirmando que está havendo uma busca desenfre¬ada por profecias! É lamentável que muitos cren¬tes corram apenas atrás desse tipo de revelação, desprezando a Palavra de Deus, que é a maior revelação que recebemos dEle, e negligenciem o culto em sua igreja, para ir atrás de "visagens", "profetadas" e "revelamentos".
Alguns crentes fazem desses "profetas" seus "gurus espirituais", e perguntam-lhes coisas do tipo: "Posso sair de casa hoje, irmão? Deus fa¬lou alguma coisa com você se devo ou não sair?"; "irmã, farei uma viagem. O que a senhora me diz, faço ou não? Fecho o negócio ou não?"
Acredito em profecias e nos dons espirituais. No entanto, lamento que muitas pessoas deixem de acreditar nisso por causa de algumas aberrações!

Cuidado com falsos profetas!
O Espírito Santo fala por intermédio de pro¬fetas. Tenho experiência disso na minha vida! Não desacredito das coisas de Deus! Mas deixo um alerta de Deus em Sua Palavra para examinarmos se o profeta é confiável e a profecia provém ou não do Senhor.
Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas inte¬riormente são lobos devoradores.
Mateus 7.15

.. .porque surgirão falsos cristos e falsos pro¬fetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
Mateus 24.24

Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda aparência do mal.
1 Tessalonicenses 5.19-22.

E também houve entre o povo falsos profe¬tas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdi-ção e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
2 Pedro 2.1

Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
1 João 4.1

Uma vez, eu e um obreiro de minha igre¬ja fomos convidados para ir a um culto numa big cobertura na Zona Sul do Rio de Janeiro. Que¬riam que eu pregasse a Palavra. Quando entrei na sala, uma irmã estava terminando de "profe¬tizar". Ela dizia: "E agora, eis que volto para o seio de meu pai". Ela queria dar ênfase ao fato de Jesus estar falando por intermédio dela. Mas isso não tem fundamento! Cristo não incorpora em ninguém!
Quando acabou a reunião, aquela irmã revelou coisas para vários dos presentes. Depois virou para o obreiro que estava comigo, e disse: "Eu tive uma visão do irmão saindo. O irmão vai mudar de casa?" Este respondeu: "Não!" "O irmão vai para outro emprego?" Ele negou. Ela insistiu: "O irmão vai realizar uma viagem?" Novamente a resposta dele foi não. Então, ela finalizou: "Entenda esse mistério!"
Como pode uma pessoa anunciar uma re¬velação e esta virar mistério? Mistério não é para mim nem para você, é para Deus. Está na Bíblia em Deuteronômio 29.29:

As coisas encobertas são para o SENHOR, nosso Deus; porém as reveladas são para nós e para nossos filhos, para sempre, para cumprirmos todas as palavras desta lei.

As coisas são misteriosas para nós enquanto Deus não as revela a nós. Mas quando o faz, Ele fala de maneira que possamos entender; fala com objetividade e clareza! Sendo assim, não pode¬mos ficar perguntando a ninguém o que Deus tem para nós, porque temos acesso direto ao trono da graça. O véu que nos separava do lugar santo foi rasgado quando Jesus morreu na cruz, e abriu ca¬minho para termos acesso ao Pai, por seu sangue.
Agora, eu e você possuímos comunicação direta com o Senhor!

Várias manifestações de Deus
Além disso, não podemos determinar a ma¬neira como o Pai deseja falar conosco, que pode ser pela Palavra, pelo Espírito de Deus tocando ao nosso espírito, por intermédio de alguém usado em profecia, por uma revelação em um sonho.
Para José, filho de Jacó e Raquel, o Senhor revelou por meio de sonhos que ele seria um gran¬de líder:

E disse-lhes: Ouvi, peço-vos, este sonho, que tenho sonhado: Eis que estávamos atando molhos no meio do campo, e eis que o meu molho se levan-tava e também ficava em pé; e eis que os vossos molhos o rodeavam e se inclinavam ao meu molho. E sonhou ainda outro sonho, e o contou a seus irmãos, e disse: Eis que ainda sonhei um sonho; e eis que o sol, e a lua, e onze estrelas se inclinavam a mim.
Gênesis 37.6,7,9

Não podemos determinar para Deus como Ele deve manifestar-se. O Senhor é soberano e se comunica da maneira que preferir. Se Ele desejar usar uma pessoa para me entregar uma mensagem, eu aceito. Se escolher usar alguém com uma palavra profética, como já usou para abençoar minha vida, eu recebo. Se Ele quiser me dar um sonho, uma revelação, eu concordo. A maioria das vezes que Deus fala conosco, o Espírito de Deus testifica ao nosso espírito.
Ele pode comunicar-se de forma sobrenatural conforme fez com Moisés em Êxodo 3.2-4, usan¬do uma sarça. E quem somos nós para impedir?

E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma cha¬ma de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia. E vendo o Senhor que se virava pra lá a ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moi¬sés. E ele disse: Eis-me aqui.

A maneira mais usual de Deus falar é por meio das Sagradas Escrituras. No entanto, muitos não querem ler a Bíblia. Têm preguiça. Estão acos¬tumados com a cultura da facilidade. É mais rápido ouvir alguém dizer o que Deus está falando do que buscá-lo com o joelho no chão e a cara no pó.
Mas quero destacar a história de Ana (1 Sa¬muel 1.9), esposa de Elcana, mulher de oração. Em meio à decadência espiritual de Israel, ela despontou como uma mulher de fé.
A vida de Ana era marcada pelo desespe¬ro. Apesar de ser valorizada e amada pelo mari¬do, ela não podia ser mãe; e isso era algo terrível na sociedade judaica da época. Que achava que a esterilidade era uma maldição.
Mas Ana conhecia o Senhor profundamen¬te. Tinha intimidade com Ele. Por isso, além das lá¬grimas e das orações, ela fez um voto a Deus, pro¬metendo dar o próprio filho para servir ao Senhor, se Ele permitisse que ela concebesse um menino. Deus honrou a fé ousada de Ana. Ela gerou Sa¬muel, e cumpriu seu compromisso com o Senhor.
Mesmo com o coração apertado de mãe, ela não hesitou em cumprir o que prometera, pois tinha convicção sobre o Deus a quem servia. E Samuel foi um líder espiritual de grande importância, que levou a nação de Israel a voltar-se para o Senhor.
Somente aqueles que possuem uma vida com Deus de entrega e renúncia têm coragem de firmar um compromisso com Ele assim como fez Ana, pois sabem que o Senhor tem o poder de mover o céu e a terra para atender a um clamor, segundo a Sua vontade e ao Seu tempo.

A voz do Senhor
Relacionamento com Deus não é unilate¬ral; nem a oração é um monólogo, é diálogo. Tem gente que imagina Deus com um punhal na mão, pronto para cravar em quem lhe aborrecer. Outros imaginam que se falarem com Ele num momento inconveniente, Ele vai exasperar-se e dizer: "Cale a boca! Não quero nem ouvir sua voz! Se falar mais uma vez, arrebento você! Não quero, não quero, não quero! Só eu que falo!"
Mas no episódio com Isaías, vemos como Deus é educado. Ele perguntou: A quem enviarei? Quem há de ir por nós? (Isaías 6.8a). Antes de reve¬lar Sua vontade, Isaías precisou dizer: Eis-me aqui. Envia-me a mim (v. 8b). Só então Deus revelou Sua vontade a Isaías: Então dize a este povo (Isaías 6.9a).
Sabe qual é a lição aqui? Para Deus se co¬municar conosco, Ele deseja ouvir-nos primeiro. Aí está o segredo da oração: Ele fala, mas quer ouvir-nos também.
O diabo trabalha para que eu e você não utilizemos a oração. Satanás sabe que quan¬do conversamos com Deus, o Senhor responde e move o mundo espiritual. Sabe que o Criador deseja dialogar conosco. O Todo-Poderoso quer ouvir a nossa voz, e manifestar-se.
Além disso, quanto mais nos aproximar¬mos do Pai, maior será o grau de intimidade que teremos com Ele, e conseqüentemente Sua voz soará mais alto aos nossos ouvidos.
Isaías entendia perfeitamente a mensagem que Deus estava transmitindo-lhe. E você? Também compreende a vontade do Senhor para a sua vida?
Não diga que não percebe o que o Todo-Poderoso está mandando você renunciar, porque, com certeza, é compreensível. Deus não fala truncado, de maneira torcida. Ele se apresenta de modo que o homem o entenda.
E impossível fugir da vontade de Deus. Re¬belar-se contra Ele, fingindo que não o compre¬ende é pedir para sentir a mão disciplinadora do Pai. Não faça isso. Quando Ele ordenar-lhe algo, obedeça-lhe prontamente.

E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo? Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras, e as observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante: É semelhante ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo, e pôs os alicerces sobre rocha; e, vindo a enchente, bateu com ímpeto a corrente naquela casa, e não a pôde abalar, porque estava fundada sobre a rocha.
Lucas 6.46-48

A desobediência não é uma opção. O Pai é glorificado quando fazemos Sua vontade e obedecemos-lhe de coração.

Extraído do livro:: Experiência com Deus
Autor: Silas Malafaia

Nenhum comentário:

Postar um comentário