Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos. Provérbios 16:3

domingo, 9 de março de 2014

O problema do mal- parte 1

O Problema do Mal - parte 1

Existe claramente algo de errado com este mundo. Entre atos de genocídio, homens-bomba, poluição para todo lado, assaltos aleatórios nas ruas, abuso sexual e bombas inteligentes que estupidamente matam crianças, todos nós podemos dizer que algum tipo de mal perverso distorceu as mentes e corações dos seres humanos. Nós queremos acreditar que o mundo e aqueles que vivem nele são basicamente bons, mas a maioria das evidências diárias parecem correr na direção oposta. Deus pode ser bom e ainda permitir tanta dor e sofrimento no mundo? Existe alguma razão para esperar que existe algo melhor abaixo da superfície do que vemos e experimentamos?
 
A Bíblia nos diz que as coisas não foram sempre dessa forma. De acordo com a Bíblia, antes de haver uma Terra, antes mesmo de haver um universo, havia um Amante Eterno, um Ser cuja própria natureza era e é amor. “Com amor eterno te amei,” declara este Ser (Jer. 31:3). Antes de haver uma terra ou qualquer ser humano, este amoroso Deus vislumbrou como seria ter um universo cheio de criaturas que poderiam amar e serem amados. Como uma mulher que se apaixona por seu bebê antes mesmo de ele nascer, Deus amou a criação antes de ela ser criada. “Deus é amor” (1 Jo. 4:8).
 
A Bíblia segue nos dizendo que Deus preparou o caminho para a criação preenchendo-a com inúmeros símbolos do seu amor. Existem flores, quase infinitas em variedade, com centenas de tons de todas as cores imagináveis, com incríveis perfumes variando entre claro e delicado até rico e escuro. Há frutas, grãos, nozes e vegetais, com suas infinitas variedades de cheiros, sabores e texturas (Gên. 1:11-12; 2:8-9). Há os animais alternando entre incríveis e magníficos, como o leão, o tigre e o alce, até os insuportavelmente fofos, como o coala, o panda, o esquilo e o suricate (Gên. 2:19-20).
 
O incrível deleite que nós encontramos nas plantas e animais não é uma necessidade da existência. Nós poderíamos viver sem a variedade de cores e sabores. Poderíamos viver sem os animais. Mas a vida não seria nem de perto tão prazerosa. Poderíamos também viver sem as canções dos pássaros, mas quem iria querer isso (com exceção talvez do estridente pio da gralha ou do corvo)? E este é apenas o início dos presentes de Deus.
 
Eu poderia falar acerca de montanhas e lagos, belos pores do sol sobre os oceanos, o cheiro da grama recém-cortada e vários outros deleites. A Bíblia nos diz que estes desnecessários mas encantadores aspectos do nosso mundo são presentes de um extravagante Amante, que deseja preencher a vida daqueles que Ele ama com extraordinário amor (Ecl. 3:13, 5:19, Tg. 1:17). E apesar do mal que experimentamos no mundo hoje, esses símbolos do amor de Deus ainda podem ser percebidos e apreciados. Mas se as intenções de Deus eram tão boas, por que há tanta dor e sofrimento em meio à beleza?
Tudo remete de volta à escolha que Deus fez.
 
Continua…

Nenhum comentário:

Postar um comentário